10 de maio de 2009

SWOT Analysis e Metas e Objetivos

A análise SWOT fornece uma orientação estratégica útil, grande parte dela é bom senso. Primeiro corrija o que está errado. Em seguida, aproveite ao máximo as oportunidades que você identificou no mercado. 1. Elimine possíveis pontos fracos da empresa identificados em áreas nas quais você enfrenta ameaças graves de seus concorrentes e tendências desfavoráveis em um ambiente de negócios dinâmico; 2. Capitalize as oportunidades descobertas onde sua empresa tem pontos fortes significativos; 3. Corrija possíveis pontos fracos identificados em áreas que contêm oportunidades potenciais; 4. Monitore as áreas nas quais você identificou pontos fortes para não ser surpreendido no futuro por possíveis riscos latentes. A mudança é a única constante em qualquer negócio, setor, mercado... Mudança constante significa que a análise SWOT não pode ser feita uma única vez; é preciso rever a matriz regularmente à medida que seus concorrentes crescem e a ambiente à sua volta muda. A análise SWOT é uma ferramenta extremamente útil e deve ser utilizada continuamente com o objetivo de clarear o caminho a ser seguido e o que deve ser feito. A estratégia SWOT resume-se em eliminar os pontos fracos em áreas onde existem riscos e fortalecer os pontos fortes em áreas onde se identificam oportunidades. SWOT Analysis Pontos Fortes EFICÁCIA EM PREÇO EFICÁCIA DE VENDAS PARTICIPAÇÃO DE MERCADO CUSTO/OFERTA DE CAPITAL QUALIDADE DOS PRODUTOS E SERVIÇOS Pontos Fracos ECONOMIAS DE ESCALA FLEXIBILIDADE DOS ADMINISTRADORES EFICÁCIA EM INOVAÇÃO EFICÁCIA EM PROMOÇÃO Oportunidades RÁPIDO CRESCIMENTO DOS MERCADOS ACESSO A PESSOAS ALTAMENTE QUALIFICADAS NOVOS MODELOS ORGANIZACIONAIS MUDANÇAS DE TENDÊNCIAS Ameaças CONCORRENTES MAIS AGRESSIVOS ESCASSEZ DE MATÉRIA-PRIMA DESACELERAÇÃO DOS MERCADOS ACOMODAÇÃO E COMPLACÊNCIA Metas e Objetivos A diferença entre Meta e Objetivo, no entanto, é bastante claro como será apresentada a seguir. Quem precisa de metas afinal? Por que ter metas? Poderíamos responder a estas perguntas apenas com uma frase clássica: se não sei onde quero chegar, qualquer caminho é um caminho válido. Quando não se tem uma definição clara das metas de um negócio tanto a longo como em curto prazo, de nada adianta fazer-se um planejamento estratégico, por mais completo que seja, pois qualquer caminho é idêntico. Então, a principal razão de se escrever as metas e objetivos do negócio é procurar adequar e orientar o caminho a ser seguido para que a empresa esteja cumprindo sua missão em direção à sua visão. A principal diferença entre metas e objetivos é que a meta indica intenções gerais da empresa e o caminho básico para chegar ao destino que você deseja. Já os objetivos são as ações específicas mensuráveis que constituem os passos para se atingir a meta. Quando todas as suas metas são alcançadas a missão da empresa está atendida. Então se uma meta de uma empresa de brinquedos é ter brinquedos prontos para o natal, seus objetivos são uma lista de tarefas que devem ser realizadas em primeiro lugar, tais como: embalagem, design, propaganda, distribuição, e a manufatura. E esses objetivos devem ser definidos de forma quantitativa, ou seja, devem ser objetivos específicos, mensuráveis, alcançáveis, relevantes, e com horizonte de tempo bem definidos. Enquanto a missão da empresa descreve o que ela é, as suas metas são a formas de conduzi-la em direção à sua visão. A seguir, algumas características ou atributos que podem estar presentes nas metas de algumas empresas: • Objetivos financeiros; • Contribuição para o lucro ou produtividade e provê retorno sobre o investimento; • São mensuráveis e específicas; • Estão atreladas à missão e visão da empresa; • Focam resultados; • São desafiantes, porém realistas; • São controláveis; • Tem tempo limitado; • São estratégicas; • Foca no crescimento do negócio. Metas são resultados abrangentes com os quais a empresa assume um compromisso definitivo. Para atingir suas metas, a empresa deve estar disposta a comprometer os recursos dinheiro e pessoas necessárias para alcançar os resultados almejados. As metas definidas para a empresa devem ditar as opções de negócio, orientando o processo decisório em toda a organização. As metas devem criar um elo indissolúvel entre as ações da empresa e sua missão. Os objetivos devem ser SMART, ou seja: Uma maneira fácil de diferenciar meta de objetivo é relacionar meta com palavras (esboçando o quadro geral) e objetivo com números (complementando-o com os detalhes específicos)! Resumindo, tem-se que: • Metas são resultados mais abrangentes que a empresa assume o compromisso de alcançar; • Objetivos são as etapas necessárias para se alcançar às metas; A seguir, encontram-se algumas diretrizes que podem ser seguidas para a definição de metas: • Determine quem participará da definição de metas de sua empresa, deve ser formado pelos responsáveis de todas as suas principais atividades. • Desenvolva um procedimento para monitorar as metas de sua empresa regularmente, revisando e reformulando à medida que as circunstâncias do negócio se modificar; • Crie metas individuais que esclareçam as atividades de sua empresa sem restringir a flexibilidade e a criatividade; • Certifique-se de que as metas de sua empresa, em conjunto, constituem um projeto eficaz para alcançar suas abrangentes intenções; • As metas declaradas por sua empresa devem ter estreita ligação com a missão da empresa; • Use as metas para comunicar as intenções a todos, dentro e fora da empresa. Diretrizes para a definição de objetivos: • Determine quem definirá os objetivos de negócio de sua empresa. Os objetivos indicam o que deve ser feito e quando e devem contar com a participação de todos os funcionários; • Desenvolva um sistema para definição, revisão e administração dos objetivos em toda a empresa; • Certifique-se de que os objetivos podem ser alcançados e verificados incluindo valores e datas quando conveniente; • Crie objetivos de negócios claramente associados às metas mais abrangentes da empresa; • Garanta que os objetivos de sua empresa, em conjunto, propiciem o uso eficiente de recursos dinheiro e pessoas em busca de intenções mais abrangentes; • Considere o uso de um método formal, como o gerenciamento por objetivos, para envolver todos os funcionários de sua empresa no processo contínuo de definição, revisão e cumprimento dos objetivos de negócios. A seguir, encontram-se alguns exemplos de metas de negócios e seus objetivos específicos. • Penetração de Mercado: a meta associada a esse exemplo ocorre quando se deseja aumentar o market-share da empresa, ou seja, a participação de mercado. • Manutenção de Mercado: a meta associada a esse caso ocorre quando a empresa está satisfeita com sua situação atual e a desempenho da companhia. Note que manter mercado não significa não crescer. Pelo contrário, dependendo do mercado onde a empresa atua a manutenção do market-share pode pedir um crescimento expressivo do negócio. • Expansão de Mercado: a meta associada a este exemplo é parecida com o caso de penetração de mercado, só que aqui se foca um mercado novo para o produto. • Diversificação: ocorre quando a empresa move-se para um novo e diferente mercado com novos produtos, devido à estagnação de seu mercado atual ou ainda pelo fato de não haver mais possibilidades de crescimento no mesmo. • Utilização de capacidade: quando existe capacidade ociosa e se deseja aumentar a força de vendas total em relação à força de vendas parcial. • Percentagem específica de lucros: quando existe a consideração de sucesso do produto. Muitas firmas usam essa meta para o seu programa de marketing. Quando um produto não atinge essa meta, ele passa a deixar de ser rentável. • Maximização do lucro: o foco da maximização é o valor da moeda ao invés do valor representado pela porcentagem sobre vendas. • Estabelecer produtividade e retorno sobre patrimônio: É outro tipo de meta financeira e inclui a produtividade dos ativos e o retorno sobre o patrimônio. Taxas elevadas sobre ativos, altos retornos sobre ativos maximizam a produtividade dos ativos usados para gerar vendas e retorno. Quanto mais altas as taxas, melhor o desempenho. O retorno sobre o patrimônio é o fator-chave que os investidores consideram ao analisar um investimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Engenharia no Dia a Dia - No ar desde Maio de 2009

Navegando no Conhecimento

Top Sites Elétrica / Tecnologia

O Brasil Sustentável

Na Blogsfera

Mary PopPowered by BannerFans.com
create your own banner at mybannermaker.com!Quanta Besteira - Humor sem FrescuraCinema Jogos

Entre Amigos

Googlando pela Web

GOOGLE ART PROJECT Tour pelos Museus do Mundo GOOGLE MAPS Rotas, Ruas e Trânsito GOOGLE LIVROS Livros a um Clique GOOGLE SCHOLAR A sua Fonte de Pesquisa em Trabalhos Acadêmicos

Rodapé

Share |
original feed A Engenharia em Feed
Link-Me20 Minutos
This website has page rank 3. Information provided by WebmasterHandyTools.com Creative Commons License
Termos de Uso
Copyright © 2009 - 2010
Engenharia no dia a dia / por Engenheiro Jorge Paulino
Melhor visualizado com Firefox - 1024x768
<< Voltar ao Início da Página
Related Posts with Thumbnails