16 de maio de 2011

A mobilidade chega às grandes instalações elétricas

Por Jorge Paulino

Engenheiro Eletricista e de Produção

A necessidade da antecipação de energização de caráter emergencial, o atendimento provisório de cargas sazonais, a necessidade e facilidade para paradas durante as manutenções das subestações sem o comprometimento dos serviços e da produção torna a subestação móvel um aliado na engenharia.

A Subestação Móvel tornou-se um importante instrumento e uma opção vantajosa para as concessionárias e em muitos casos, para a rápida restauração do fornecimento de energia em casos de emergência - falta ou falhas - garantindo agilidade e confiabilidade e menos interrupções no fornecimento de energia, menores investimentos em equipamentos reserva e podendo ser instaladas em muitas localizações diferentes.

A SE Móvel é um conjunto de equipamentos que comutam, mudam ou regulam a tensão elétrica com a mesma confiabilidade de uma SE Fixa.

Em 2008, a WEG promoveu a entrega da Subestação Móvel para a Cemat - Centrais Elétricas Matogrossenses -, distribuidora de energia elétrica do Mato Grosso.

A SE Móvel WEG entregue a Cemat, trabalha com dois transformadores, um de força 25MVA e um auxiliar 45kVA, combinados com painéis e outros equipamentos de automação, comando e proteção. O equipamento foi montado num semi-reboque com dolly de 72 toneladas, com 23 metros de comprimento, 4,4 metros de altura e 3,2 metros de largura.

É composta pelos seguintes equipamentos:

• Transformador de força 25 MVA com comutador sob carga e TCs de bucha

• Módulo compacto SF6 138 kV (seccionadora, disjuntor e lâmina terra).

• Disjuntores 69 e 15 kV

• Transformadores de potencial 34,5R13, 8 kV.

• Pára-raios de 138R69 kV; 69R34, 5 kW e 15 kW.

• Painéis de comando, controle, automação e telecomando.

• Serviços auxiliares CA/CC, autônomos com transformador 45 kVA.

Autorizada a reprodução total ou parcial deste Artigo, desde que citada a fonte. Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de trechos ou partes, em qualquer sistema de processamento de dados.

4 comentários:

  1. Eu desconhecia totalmente que existia esse tipo de equipamento, gostaria que o senhor me ajudasse em um trabalho do meu filho sobre energias renováveis.

    agradeço a sua atenção

    meu email é marlon.silva1975@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Marlon, conforme solicitado, já encaminhei o material com as principais fontes de energias renováveis hoje utilizadas.

    As fotos estão em um arquivo separado.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. Show de bola! Gostei demais desse post!

    ResponderExcluir
  4. Cilindros Pneumáticos, obrigado pela manifestação e indico também os textos TERMOGRAFIA EM INSTALAÇÕES ELÉTRICAS em http://engenharianodiaadia.blogspot.com/2009/05/termografia.html e Manutenção em Linhas de Transmissão de Energia Elétrica http://engenharianodiaadia.blogspot.com/2009/07/manutencao-das-linhas-de-transmissao-de_29.html

    Cordialmente

    Eng. Jorge Paulino

    ResponderExcluir

A Engenharia no Dia a Dia - No ar desde Maio de 2009

Navegando no Conhecimento

Top Sites Elétrica / Tecnologia

O Brasil Sustentável

Na Blogsfera

Mary PopPowered by BannerFans.com
create your own banner at mybannermaker.com!Quanta Besteira - Humor sem FrescuraCinema Jogos

Entre Amigos

Googlando pela Web

GOOGLE ART PROJECT Tour pelos Museus do Mundo GOOGLE MAPS Rotas, Ruas e Trânsito GOOGLE LIVROS Livros a um Clique GOOGLE SCHOLAR A sua Fonte de Pesquisa em Trabalhos Acadêmicos

Rodapé

Share |
original feed A Engenharia em Feed
Link-Me20 Minutos
This website has page rank 3. Information provided by WebmasterHandyTools.com Creative Commons License
Termos de Uso
Copyright © 2009 - 2010
Engenharia no dia a dia / por Engenheiro Jorge Paulino
Melhor visualizado com Firefox - 1024x768
<< Voltar ao Início da Página
Related Posts with Thumbnails