28 de junho de 2011

A complexidade entre as relações organogacionais e as humanas


Por Leonardo Marioto


As Organizações como sistemas abertos

Sistema é um conjunto de elementos dinamicamente relacionados que desenvolvem uma atividade para atingir determinado objetivo.
Possuímos os sistemas fechados e abertos, onde sistemas fechados são as máquinas e equipamentos e etc, não interagem de forma direta com o meio externo e recebem sempre as mesmas entradas (inputs) e devolvem sempre as mesmas saídas (outputs) para o ambiente. Já os sistemas abertos interagem diretamente com o ambiente externo, podendo receber diversas entradas e devolver diversas saídas em forma de produtos e serviços.
As organizações são sistemas abertos, vivos, e complexos, pois interagem com o ambiente externo e sofrem mudanças tanto positivas quanto negativas, tendo que se adaptar as diversas alterações geradas, como por exemplo, quando ingressam em um país diferente tendo que mudar algumas normas para poderem se adaptar ou, quando necessitam de inventar algum produto novo que o mercado está exigindo. Esta influência dada pelo meio, torna as organizações e empresas sistemas abertos e dinâmicos.
As empresas que se adaptarem mais rápido a essas mudanças, agregando sempre valores às pessoas, estarão sempre à frente de seus concorrentes. Empresas burocratizadas demasiadamente, empresas inflexíveis demais sofrerão com as rápidas mudanças do ambiente, podendo levar-se até a falência. Aí está o problema de empresas com mentalidades ultrapassadas, mecanicistas demais, pois elas possuem uma enorme dificuldade em se adaptar ao mundo em constante mudança e evolução.
Ninguém que dê certo, que tenha um equilíbrio emocional invejável, é tão rigoroso ou frouxo consigo e com os outros, e nas empresas não é diferente. Todos necessitam buscar um equilíbrio destas partes para alcançarem o sucesso, tanto no âmbito profissional como no pessoal. Lembrando-se que empresas boazinhas demais traz uma cultura paternalista onde todos fazem o que querem e acabam individualizando narcisicamente demais os objetivos, indo muito contra aos objetivos das empresas, por outro lado empresas rigorosas demais trazem uma grande insatisfação para seus participantes. Portanto aquelas que conseguirem, inclusive nós seres humanos, este equilíbrio emocional ou, esta inteligência emocional, chegaremos mais rápido e atingiremos sucessos maiores e com consistência.

Os Níveis de uma organização

As organizações possuem três níveis organizacionais que são: Nível Institucional, Nível Intermediário e Nível Operacional. Em se tratando de sistemas abertos, não é toda a organização que se interage com o meio, mas sim uma parte dela. Máquinas e equipamentos fazem parte das organizações, porém são sistemas fechados.
O nível mais alto de uma organização é o nível institucional, onde estão constituídos os presidentes, diretores, proprietários e é denominado de nível estratégico pois é neste nível que são tomadas às decisões mais importantes com relação à empresa, sendo também o nível que mais se relaciona com as turbulências do ambiente externo, onde este afeta diretamente na tomada de decisão.
Em seguida temos o nível intermediário, onde estão os gerentes e que fazem a ligação entre o nível institucional e o nível operacional. Este nível pode ser considerado aberto pois trabalha com as decisões tomadas de acordo com o nível acima e também fechado pois transforma as decisões institucionais para decisões em cima do nível operacional que é o nível de tecnologia.
Logo abaixo temos o nível de menor poder de decisão e que trabalha como um sistema fechado, que é o nível operacional. Este nível trabalha com máquinas, equipamentos, acessórios, tecnologia, tendo que otimizar estes processos da melhor forma possível, sendo um nível mais burocratizado e menos flexível em relação à autonomia dos funcionários e etc, criando rotinas e procedimentos de trabalho.

O Clima Organizacional

No que se refere à clima organizacional, é possível a integração aos aspectos da cultura organizacional de um determinado local de trabalho. Como temos a motivação no nível de indivíduo, temos o clima organizacional no nível de organizações, onde este afeta intimamente a motivação dos indivíduos dentro de um determinado local, ou seja, é aquela atmosfera psicológica experimentada quando entramos em um ambiente e que nos afeta diretamente para que ficamos ou não nele, se nos faz sentir à vontade para desempenhar certas funções, a maneira que nós nos interagimos com os outros, entre outras coisas. Este clima nos influencia para desempenharmos nossas funções dentro de um ambiente, que também é influenciado pos nós. Ele é a chave para termos organizações sadias para se trabalhar, para retermos os melhores talentos dentro delas e consequentemente, criar uma atmosfera ativa e motivada.
Um ambiente com um clima organizacional positivo, é caracterizado por um local onde as pessoas se sentem motivadas para se trabalhar, interagir com os demais participantes, buscar inovações e, consequentemente, respeito mútuo. Este clima influencia nos aspectos psicológicos de cada indivíduo, trazendo enormes benefícios para os seus trabalhadores e suas empresas, pois empresas sadias tendem a prosperar com rapidez e consistência para o sucesso.O clima organizacional favorável ajuda a tornar as pessoas mais sadias mentalmente, onde estas se sintam, em relação às outras pessoas e conseguirem superar os obstáculos que a vida lhes impõe, atingindo plena satisfação pessoal e profissional.
Porém temos também um clima caracterizado por apatia, falta de interesse, desmotivação, depressão, medo, desajustamento pessoal, intrigas, que é denominado como um clima organizacional negativo ou baixo. Neste ambiente às pessoas não se sentem à vontade para trabalhar, tendo um enorme desinteresse por suas funções e pela organização, cultivando altas taxas de absenteísmo, alta rotatividade de funcionários, demissões, podendo levar a empresa a um estado de estagnação.
O Clima organizacional precisa ser cuidadosamente trabalhado para que funcione favoravelmente, buscando sempre ao aumento da qualidade de vida no trabalho, e, consequentemente, como resultado, o sucesso.

Fonte: CHIAVENATO, Idalberto.Recursos Humanos - O capital humano das organizações; São Paulo, editora Campus, 2009.

Artigo publicado no Blog Leonardo Marioto - Organizações e Gestão de Pessoas - http://lmarioto.blogspot.com/
Autorizada a reprodução total ou parcial deste Artigo, desde que citada a fonte - http://lmarioto.blogspot.com/ ou http://engenharianodiaadia.blogspot.com/2011/06/complexidade-entre-as-relacoes.html.
Vedada a memorização e/ou recuperação total ou parcial, bem como a inclusão de trechos ou partes, em qualquer sistema de processamento de dados.

6 comentários:

  1. Querido, acabei de postar o seu banner no VIVER ME DESPENTEIA. Se tiver interesse de postar nosso banner aqui temos dois tamanhos. Confira no blog.
    Grande abraço despenteado!

    ResponderExcluir
  2. Eng. Jorge Paulino, excelente este artigo sobre a complexidade entre as relações organogacionais e as humanas, muito bem desenvolvido o tema.

    ResponderExcluir
  3. Meu amigo, Engenheiro Wanderson agradeço e transmitirei ao autor Leonardo Marioto os seus elogios. Agradeço sempre o seu retorno aos artigos aqui desenvolvidos, quanto ao material solicitado estarei encaminhando para o seu email, espero assim estar contribuindo para o trabalho do seu filho...mais um futuro Engenheiro..

    Saudações

    ResponderExcluir
  4. Marlon Silva08/07/2011 21:27

    Boa noite, gostaria de parabenizar o Srº pelo artigo, conforme o Wanderson falou, o tema é muito importante e realmente as relações são de grande complexidade.

    ResponderExcluir
  5. Paula, parceria aceita e banner já linkado, obrigado pelo convite.

    Bjus

    ResponderExcluir
  6. Marlon o artigo é do Leonardo Marioto, concordo com a sua colocação e obrigado por acompanhar-nos com o retorno através dos seus comentários.
    Não localizei o seu email quando puder encaminhe-o para cadastra-lo um abraço.

    ResponderExcluir

A Engenharia no Dia a Dia - No ar desde Maio de 2009

Navegando no Conhecimento

Top Sites Elétrica / Tecnologia

O Brasil Sustentável

Na Blogsfera

Mary PopPowered by BannerFans.com
create your own banner at mybannermaker.com!Quanta Besteira - Humor sem FrescuraCinema Jogos

Entre Amigos

Minha lista de blogs

Googlando pela Web

GOOGLE ART PROJECT Tour pelos Museus do Mundo GOOGLE MAPS Rotas, Ruas e Trânsito GOOGLE LIVROS Livros a um Clique GOOGLE SCHOLAR A sua Fonte de Pesquisa em Trabalhos Acadêmicos

Rodapé

Share |
original feed A Engenharia em Feed
Link-Me20 Minutos
This website has page rank 3. Information provided by WebmasterHandyTools.com Creative Commons License
Termos de Uso
Copyright © 2009 - 2010
Engenharia no dia a dia / por Engenheiro Jorge Paulino
Melhor visualizado com Firefox - 1024x768
<< Voltar ao Início da Página
Related Posts with Thumbnails